"CONTESTAR AS OPINIÕES ERRÔNEAS QUE CONTRA NÓS ESPÍRITAS SÃO APRESENTADAS; REBATER AS CALÚNIAS; APONTAR AS MENTIRAS; DESMASCARAR A HIPOCRISIA; TAL DEVE SER O AFÃ DE TODO ESPÍRITA SINCERO, CÔNSCIO DOS DEVERES QUE LHES SÃO CONFIADOS”.
comentar
publicado por evangelicosfalsosprofetas, em 14.08.10 às 16:48link do post | favorito

 

       Existem hoje no mundo milhares de igrejas cristãs diferentes com cada uma com algum tipo de doutrina rejeitada por outras. Mesmo a Igreja Católica está hoje bem dividida. Ela até fala na sua unidade na diversidade. Tudo isso tem por causa a fragilidade de doutrinas mitológicas, incompatíveis com a razão e com a própria Bíblia, e que só foram mantidas pela força. E hoje, as doutrinas podem ser expostas, mas não impostas pela força e a coação. Cada um crê no que acha que é a verdade, embora muitos fiéis não pensem, mas deixam que seus líderes religiosos pensem por eles.

       Os teólogos estudam a Bíblia sob a ótica das doutrinas polêmicas, as quais se tornaram dogmas exatamente porque são polêmicas. E ai de quem as negasse no passado! Os dogmas têm mais valor para os teólogos, mesmo que eles sejam contrários à Bíblia. E as doutrinas que já eram controvertidas no passado, com a evolução cultural do mundo, hoje elas ainda são mais polêmicas. E o resultado disso tudo é o enfraquecimento da fé, a qual já não serve mais de freio para manter o fiel no bom caminho. Na sua maioria, os fiéis se dizem católicos ou evangélicos por conveniência, pois no fundo não cristãos. Na Índia, que não é de civilização cristã, há um assassinato, por ano, para 100.000 habitantes. No Brasil, que se diz cristão, para 100.000 habitantes há 50 assassinatos por ano. Isso nos demonstra que há mesmo algo errado no cristianismo! De que valem as práticas religiosas nas igrejas e nos templos? Os cristãos do cristianismo primitivo, no qual não havia certas doutrinas e rituais que existem hoje, até morriam por suas doutrinas ainda puras, ou seja, sem as complicações doutrinárias, teológicas e mitológicas surgidas a partir do 4º século.

        E até a Bíblia se tornou vítima das novas doutrinas, pois ela foi-lhes adaptada e passou a ser interpretada de acordo com elas. E essas doutrinas, hoje insustentáveis, sempre prejudicaram o cristianismo, fazendo dos cristãos fiéis de pouca fé, quando não ateus. É preciso que alguém tenha a coragem de dizer isso. E essa é a razão de eu fazê-lo.

       Está mais do que provado que a Bíblia tem erros. E nós não podemos atribuí-los a Deus que não erra, pois Ele é infalível. Logo os erros bíblicos são dos espíritos humanos, sejam eles encarnados ou desencarnados. Podemos, pois, dizer que a Bíblia é a palavra de Deus, mas não literalmente como muitos pensam. Ela é a palavra de Deus no sentido de que ela contém mensagens de espíritos (anjos), que nos são enviados através de médiuns ou profetas do tipo nabi. “Não são todos eles espíritos ministradores enviados para serviço, a favor dos que hão de herdar a salvação?” (Hebreus 1,14).

       Vamos ver um exemplo de erro bíblico, que não pode ser atribuído a Deus. Davi recebeu uma ordem de Deus para fazer o censo de Israel e Judá. (2 Samuel 24,1). Mas essa mesma ordem, nesse mesmo episódio, foi dada por satanás. (1 Crônicas 21,1).

       Apontar erros na Bíblia não é afirmar que Deus erra. Quem ensina que Deus erra é justamente aquele que insiste em sustentar que tudo nela é a palavra de Deus. Muitos estudiosos da Bíblia vêem erros nela, mas não têm coragem de apontá-los, pois estudam-na com viseiras doutrinárias, sendo uma delas a de que tudo nela, até uma vírgula, é de Deus. Esse estudo bíblico é simplório e de pobres cegos de Bíblia guiando outros pobres cegos bíblicos!

 

 

       PS:

       Agradeço os comentários de Edson F. de Deus, de Sabará (MG).

 

      Obs.: Esta coluna, de José Reis Chaves, às segundas-feiras, no diário de Belo Horizonte, O TEMPO,  pode ser lida também no site www.otempo.com.br   Clicar colunas.   Ela está liberada para publicações. Ficarei grato pela citação nelas de meus livros: “A Face Oculta das Religiões”, “A Reencarnação na Bíblia e na Ciência” Ed. EBM (SP)  e “A Bíblia e o Espiritismo”, Ed. Espaço Literarium, Belo Horizonte (MG) –  www.literarium.com.br -  e meu e-mail: jreischaves@gmail.com Os livros de José Reis Chaves podem ser adquiridos também pelo e-mail:  contato@editorachicoxavier.com.br    e o telefone: 0800-283-7147.

        Outros colunistas de O TEMPO: Miriam Leitão, Vittorio Medioli, Arnaldo Jabor, Dora Kramer, Laura Medioli, João Batista Libânio (teólogo Jesuíta), Elio Gaspari, Xico Sá, Luiz Carlos Bernardes, Torquato (USP), Luiz Aureliano, Gilda de Castro, Manoel Lobato, Murilo Badaró (Presidente da Academia Mineira de Letras), Robson Damasceno Reis, Cônego José Geraldo Vidigal de Carvalho, Teodomiro Braga, Ana Elizabeth Diniz, Trigueirinho, Leonardo Boff, José Dirceu (ex-ministro do Lula) e outros.


mais sobre mim
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12

16
18
19
20

22
26

29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO