"CONTESTAR AS OPINIÕES ERRÔNEAS QUE CONTRA NÓS ESPÍRITAS SÃO APRESENTADAS; REBATER AS CALÚNIAS; APONTAR AS MENTIRAS; DESMASCARAR A HIPOCRISIA; TAL DEVE SER O AFÃ DE TODO ESPÍRITA SINCERO, CÔNSCIO DOS DEVERES QUE LHES SÃO CONFIADOS”.
comentar
publicado por evangelicosfalsosprofetas, em 16.03.10 às 05:58link do post | favorito

 

 

"Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai o Lavrador". - (João, 15:1)

 

Jesus Cristo afirmou que "buscava a glória de Deus e não a sua própria glória". Nessa afirmação, vemos que há uma necessidade de os homens se precaverem contra o PERSONALISMO causa primária da maior parte dos descalabros ocorridos com as idéias e as instituições.

Muitos homens vêem, acima de tudo, a própria personalidade, para depois se depararem com o interesse coletivo. Fazem com que a personalidade fique em posição de destaque, mesmo quando isso tenha reflexo sobre a vontade de todos ou venha prejudicar a marcha de uma idéia ou de uma Doutrina.

Eles esquecem-se de que é imperioso, muitas vezes, haver concessões, para que uma iniciativa se concretize e venha beneficiar a coletividade.

Jesus Cristo buscou a glória de Deus. Tudo fez para enaltecer os atributos do Pai Celestial, chegando mesmo a afirmar que a Doutrina que ensinava não era dele, mas do Pai.

O verdadeiro Missionário das coisas divinas relega o personalismo para uma situação de completa nulidade. João Batista, quando viu que Jesus era o Cordeiro de Deus, exclamou, com alegria: "Agora eu devo diminuir para que Ele cresça."

Vemos aí, o desprendimento, pois João gozava de grande prestígio e era, por muitos, considerado como um grande profeta; não obstante, abdicou de todas as prerrogativas, a fim de que a figura do Cristo de Deus se destacasse.

Paulo de Tarso, também abandonou a sua carreira brilhante e o prestígio de que desfrutava no conceito dos fariseus e dos doutores da lei, para, tão-somente, servir ao Cristo, dando-lhe o máximo de seus esforços e cooperação.

Essa atitude de Paulo trouxe-lhe sofrimento de todos os matizes, conforme consta da Segunda Epístola aos Coríntios (11:16-33).

Paulo abandonou o propósito de juntar-se aos fariseus, para tornar-se realmente o "Vaso Escolhido" por Jesus, para levar as suas palavras a muitos povos da Gentilidade.

O personalismo guarda íntima relação com o orgulho e a vaidade, viciações estas condenadas nos Evangelhos.

O Mestre deu a mais efusiva prova de humildade quando, sendo o Espírito mais elevado jamais baixado à Terra e o Filho Ungido de Deus, nasceu nas mais humildes condições, tendo por pais duas criaturas simples e não tendo sequer um berço para acomodá-lo, por ocasião do seu nascimento.

Para a formação do colégio apostólico, foi buscar humildes pescadores do mar da Galiléia, pois dez dos seus Apóstolos eram pescadores, um era cobrador de impostos e o outro negociante.

Assim deve ser, pois, a ação daqueles que se predispõem a servir a uma causa ou a uma instituição.

Paulo A. Godoy


mais sobre mim
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15
17
18
19
20

22

29
30
31


pesquisar
 
blogs SAPO